Enredo 1 temporada

Ir em baixo

Enredo 1 temporada

Mensagem por Flaubert em Sab Set 08, 2018 11:28 pm

ANO 54 do Reinado Elizabethano

São sete horas lunares, todo o reinado se levanta, preparando-se para adorar a nossa majestade. Embora sejamos humanos, somos verdadeiras máquinas que funcionam sem falhas, sem qualquer displicência como fora na era anterior ao Reinado Elizabethano.

Sabemos pelas aulas que tivemos nos Capacitores, enquanto ainda éramos garrotes, que a humanidade antes de ser formada por czares e czarinas era um verdadeiro caos. Homens e mulheres disputavam a terra como se não precisassem seguir suas funções, um regime de pouca efetividade. No período anterior ao reinado existia algo absolutamente nocivo ao qual cada ser se apegava como se fosse um bem, uma dádiva: a Liberdade.

Mal eles sabiam que a sua estimada liberdade traria outros desejos, ganância e sede de poder. Foi assim que se iniciou a última grande guerra. A Terra, berço da humanidade, era enorme, muito maior que a Lua, onde moramos. Tão grande que suas porções eram delimitadas como países e, em cada um, lideranças gananciosas disputavam pelo poder e o maior controle sobre  a Terra. Destas delimitações nasceram inimizades tão violentas que as pessoas começaram a se atacar, utilizando de um arsenal bélico perigoso, acabando com toda a possibilidade de haver vida na Terra.

Durante a última grande guerra a Rainha Elizabeth se reuniu com o grande Ministro Flaubert para iniciar o processo de evacuação da Terra para a recém colonizada Lua. Apenas 2% da população humana conseguiu ir para a nova morada nos comboios enquanto o restante, em guerras nucleares diárias, acabaram por exterminas as próprias vidas e dos demais seres vivos que habitavam a Terra, deixando o grande planeta em ruínas, acessíveis para os estudos nos Capacitores com a utilização de roupas especiais que nos permitem respirar em sua atmosfera tóxica.

Na Lua vivemos o regime do Funcionalismo, obra perfeita do Reinado Elizabethano. Cada czar e czarina é treinado para exercer sua função desde seu nascimento, sendo treinados e ensinados dentro dos Capacitores até que possam ser inseridos no sistema de trabalho onde seguirão os horários e as leis Elizabethanas. Os horários são simples e não existem registros de qualquer czar ou czarina que já tenha rompido com a lógica do Funcionalismo.

QUADRO DE HORÁRIOS LUNAR
7:00 – Acordar Universal (todos devem se levantar a esta hora)
7:30 – Adoração à rainha (em frente a televisores)
8:00 – Inicio do trabalho (cada um exercendo sua função em seu local de trabalho, não há atrasos)
12:00 – Pausa para a ração
13:00 – Retorno ao trabalho
18:00 – Fim de trabalho
18:30 – Check up médico
20:00 – Adormecer Universal (utilizando a perciatina, comprimido que leva ao sono imediato por exatas 11 horas)

As leis são regidas por três itens intransponíveis, embora nunca tenha havido em nossos 54 anos de história qualquer transgressão das leis, é de conhecimento de todos que qualquer tentativa de perverte-las acarretará na punição de morte, o que poderia trazer problemas ao Reinado, causando o diferencial populacional.

LEI ELIZABETHANA
1-É dever do czar e da czarina amar a sua Rainha sobre todas as coisas
2-É dever do czar e da czarina executar a sua função em tempo integral
3-É dever do czar e da czarina seguir o quadro de horários lunar


O sexo fora extinguido do mapa e não existem nascimentos que não sejam in vitro. Todo ser que nasce na Lua é criado em laboratório, assim conseguimos evitar que sentimentalismos baratos, muito comuns na era anterior nas interações sociais chamadas “famílias” possam se propagar causando idéias individuais. Todos nascemos com funções e temos um grande controle populacional. Quando um funcional morre, outro já está preparado para substituí-lo. Nosso número populacional nunca ultrapassa a quantia de 160 milhões de habitantes, é uma matemática precisa.

Todo czar e toda czarina tem seus deveres atribuídos e recebem em troca a perpetuação de sua espécie. Na época terrestre as pessoas possuiam castas e funções determinadas por algoritmos complexos. Todos na Reinado são iguais, exercendo suas funções de igual importância. Não existem permutas ou relações sociais construídas. Não há nenhuma diferenciação entre as pessoas, exceto as figuras de nossa amada Rainha Elizabeth que gere e nutre o Reinado e as pessoas e também do grande Ministro Flaubert que executa as ordens da Rainha.

Maiores informações podem ser conseguidas com o próximo operador, garrotes! Espero que aproveitem este último dia de garrotes para poderem fazer parte de nosso funcionalismo como células importantes que são. Amanhã todos vocês se tornarão médio adultos e, finalmente, irão produzir para que a humanidade permanece forte. Aproveitem a visita à Terra! Que Deus Salve a Rainha!

'Este é o cenário onde se iniciará o nosso jogo.'


''As escolas dos personagens''

Uma das funções adquiridas no processo de colonização foram os operadores de elementos. Poucos indivíduos foram selecionados em sua criação para designarem as determinadas funções. Embora representassem para a sociedade uma função de iguala valor como as outras, os operadores de elementos passavam por um treinamento distinto, em escolas capacitoras especificas divididas por:

Escola Huxley – dominam o fogo. A prática desta operação consistia na geração do elemento para que as indústrias pudessem ter energia ilimitada, além do auxílio na captação de calor para a vida da humanidade em solo lunar.

Escola Joyce – dominam a água. A prática desta operação consistia na geração do elemento para haver a fonte vital da sobrevivência humana, além da produção de energia elétrica o que acabou originando, anos depois, em uma nova espécie de escola capacitora de elementais.

Escola Orwell – dominam a terra. A prática desta operação consistia na criação de fazendas produtoras de alimentos, gerando a abundância de rações diárias distribuídas pelo reinado. Assim como a escola Joyce, seu avanço permitiu a capacidade de mineração, auxiliando nos recursos para a construção de novos edificios no Reinado, gerando uma nova escola capacitora de elementais

Escola Hesse – dominam o ar. A prática desta operação consistia na geração do elemento para que, assim como a água, houvessem meios respiratórios infinitos para os humanos em solo lunar além de funcionar como suporte em todas as outras funções elementais

Escola Tolkien - dominam a eletricidade. A prática desta operação foi ocasionada pela manipulação da água. Ela consistia na manipulação de eletricidade para o maquinário e iluminação do Reinado

Escola Hawthorne - dominam os metais. A prática desta operação foi ocasionada pela manipulação da terra. Ela consistia na manipulação dos metais para os construtos cada vez mais tecnologicos e duráveis do Reinado

O jogador deverá optar por uma destas escolas e por um nome. Não existem histórias de seus personagens, eles nascem do zero, apenas com as capacidades elementais que serão separadas por níveis que serão exemplificados logo mais. Se possível, criem os avatares de seus personagens para uma melhor experiência de jogo.

Nivel 1 - o operador de elemento será capaz de controlar o elemento, sem a possibilidade de criá-lo ou alterá-lo

Nivel 2- o operador do elemento amplia seu poder podendo controlar seu tamanho e densidade

Nivel 3 - o operador do elemento adquire a capacidade de criação elementar

Nivel 4 - o operador do elemento consegue a partir deste nivel moldar o elemento que domina da forma que desejar

Nivel 5 - o operador do elemento se torna um mestre, dominando todos os principios do elemento. Este é o estágio máximo da dominação capaz de abrir um novo elemento para manipulação.


'''Com base nestas informações os jogadores deverão montar as suas fichas que funcionarão da seguinte maneira:

FICHA:


Nome:
Codinome:
Escola Capacitora:


Força*:
Velocidade*:
Inteligência*:


Sabedorias**:

*estes atributos serão adquiridos no decorrer do jogo, sendo o jogador responsável por sua distribuição de acordo com as concessões do mestre vigente e sempre ao final das sessões. O nível mínimo de cada um é 0 e o máximo será 7

**este item será preenchido no decorrer das campanhas e serão representados por sabedorias benéficas ou maléficas. Por exemplo: o jogador x adquire a sabedoria matemática, basta acrescentar em sua ficha e poderá realizar ações envolvendo matemática. Já o jogador y adquiriu a sabedoria de fumar, isto será acrescido em sua ficha e ele deverá ser penalizado em situações de vício, determinadas pelo mestre vigente.
avatar
Flaubert
Admin

Mensagens : 9
Data de inscrição : 08/09/2018

Ver perfil do usuário http://timewars.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum